Chico Buarque

Todo brasileiro que se preze tem que conhecer Chico Buarque. Se não gosta de carnaval nem de futebol, pelo menos o tal do Chico tem que curtir – apesar de ele falar de carnaval e futebol às vezes.

Tive minha fase buarquiana com 14, 15 anos. O Marcelo Scarparo chegou com algumas músicas pra mim, e como eu só ouvia o que ele me passava, resolvi conferir aquilo. Não que o fato de só conhecer as coisas através dele fossem ruins. Por causa dele Led Zeppelin, Chico Buarque, Adoniran Barbosa e mais uma penca de artistas foram adicionados ao meu repertório que só incluia as 10 mais da Jovem Pan e do Disk MTV. Hoje em dia ele vem com uns papo de indierock aí. Entrar pro curso de História só podia dar nisso…

Logo que comprovei a qualidade do troço, fui à cata de uns CDs desses que tem no supermercado, coletânea né. “The bost of” como diz o Tremere. Aí comprei um cd duplo e mais duas coletâneas. Nelas eu encontro boa parte do repertório do homem. Até desenterrei um vinil dos meus pais (Construção) pra ouvir no toca-discos velhão. Hoje em dia, a agulha tá estragada e as caixas de som fodas foram parar no meu PC. It’s evolution baby.

Mas era o que eu fazia ao chegar em casa depois do colégio: antes de almoçar, colocava o vinil do Chico ou uma das coletâneas pra tocar e ia almoçar. Minha mãe reclamava que queria ver o jornal e eu baixava o volume. Depois, ficava estirado na sala só curtindo o som.

Das músicas tira-se inspiração e força para continuar a labuta, tiram-se lições de história, penetra a alegria, tristeza, tenho risadas e alívio. Tem gente que “toma passe”, já eu escuto Chico e recordo de tudo que é bom.

Seria impossível tentar traduzir toda a trajetória e importância do primo do Aurelião nesse blog. Mas fica a dica para conferir as bossas, sambas, sátiras, protestos e interpretações que um dos maiores músicos do Brasil já executou e compôs.

Anúncios

4 Respostas para “Chico Buarque

  1. Cara, ironicamente hoje eu comentei no fotolog da minha amiga, que postou Construção do homem… http://www.fotolog.com/hey_lets/17813328

    Mas cara, pra mim nunca se viu um cara que tivesse um vocabulário tão bom e tanta manha pra saber usar ele de uma forma tão bonita e inteligente…

    Sinceramente, pra mim ele é uma das marcas da música brasileira, que nem o Tom Jobim e o Heitor Villa-Lobos…

    E como é bom ouvir as músicas que te levam pra longe do mundo que tanto te transtorna e te deixa cansado…

    É, as músicas são as drogas do cara… 8D

    Abração meu guri, adoro o teu blog! =3

  2. Marcelo Figueiredo Duarte

    Bacana. Legal o post.

  3. Mazaaah! Esse é meu guri. E Chico continua muito melhor que qualquer “papo de indierock”.

  4. Pois tive o privilégio de começar a gostar do Chico ainda pelos 10 aos de idade, qiando, precocemente, assisti, ao vivo, Chico Buarque e MP4 no antigo Teatro Leopoldina, em pleno regime militar e com algumas músicas do Chico proibidas de tocar nas rádios.
    Ouvi “…estou me guardando pra quando o carnaval chegar…” e ainda me lembro como se fosse ontem, já passados bons mais de 35 anos que eu estava lá.
    E tem mais ! Chico Buarque inventou um jogo de futebol, de estartáegio, ao mesmo estilo de WAR, e que eu comprei e o tenho até hoje. Mas isso falarei em meu blog ! Leiam lá depois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s