There and back again.

Eu já tentava esconder, pois sabia o tipo de comentário que viria (“Mas de novo?!?”). Volta e meia, quando julgava conveniente expunha, mas não dava outra: sempre aquele comentário. Isso quando não era pior “mas tu vai trocar pra ISSO?”. Sim, vou trocar para Engenharia Ambiental.
Pelo menos é a minha intenção, não sei se passo no vestibular afinal de contas. Apesar de não ser difícil, faz tempo que não toco nesses assuntos mais distantes da engenharia normal: biologia, geografia, essas coisas… Por essas, meu pai achou necessário que eu fizesse um cursinho para me preparar melhor.
“Universitáriooo”, lembram desse jingle? Nunca esperei na minha vida que eu fosse me matricular no Universitário, pois sempre havia julgado que era de segunda linha, junto com Unificado e esses outros que se vê por aí: Decisão, Meta e todo o tipo de coisa. Entretanto pus-me à prova para verificar se de fato minhas suspeitas seriam confirmadas: eram ruins ou não?
Comecei ontem a freqüentar as aulas. De saída, me deparei com um professor de biologia meio bizarro. Entre algumas piadas, dava a matéria de maneira que não se dava para entender. Cheguei a pensar que era só eu, mas muita gente ali ficou viajando na explicação dele. Maior foi minha surpresa quando, ao terminar de encher um quadro explicando, toca o sinal para mudar a aula. “Mas já?”, penso eu. Sim, pelo que vejo o dinamismo é uma coisa posta à prova aos professores, que tem que se participar de algo como “Se Vira nos 30” dando aula. Passaram as aulas, invariavelmente apareceram os professores bons e outros medianos, mas sempre seguindo o esquema do “rir é o melhor remédio”. Não posso dizer que não relembrei nada até agora, mas com o ritmo que os professores impõe não sei como vai ficar essa situação.
Talvez seja eu que esteja mais acostumado ao ritmo da faculdade e, enquanto no colégio fosse assim mesmo. Mas fato é que minhas primeiras impressões do cursinho não me deixam muito longe da minha opinião inicial.

Anúncios

4 Respostas para “There and back again.

  1. onde tu escolheu esse curso tinha pra macho?

    hfhgd provocação altamente gratuita ;P

    boa sorte no vestiba, jovem!

  2. Tu tem que levar mesmo.. vai fazer algo decente na vida, daqui a pouco tá com 30 anos e passando em Pedagogia na UFRGS pela 15ª vez…

    outra provocação altamente gratuita ;p

  3. onde tu escolheu esse curso tinha pra macho?

    hfhgd provocação altamente gratuita ;P

    boa sorte no vestiba, jovem! [2]

    HSAUHUEHUAEHAUEHUEHUEHUE

  4. Tu vê só, fazia um tempo que eu não lia teu blog e não sabia dessa história.

    Eu acho válidas trocas de curso. Melhor isso do que descobrir que tu tem um diploma numa área que é legalzinha, mas não é tua praia. Só espero que eventualmente tu encontre algo que te faça feliz mesmo!

    Eu fiz intensivo no Universitário quando tava no terceiro ano, pela suposição de que só ensino do colégio não me renderia uma classificação boa num curso com 27 candidatos por vaga. Tinha uns professores ruins e uns muito bons, mas no geral foi proveitoso. Acho que aprendi mais que no colégio, mas é fácil dizer isso quando a maior parte da matéria já tinha sido vista antes.

    Eu achei bem legal, mas suponho que depois de encarar o ritmo de faculdade o cursinho deva parecer meio estranho.

    Mas boa sorte no vestibular!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s