Mercado Público

O Mercado Público de Porto Alegre é, segundo a Zero Hora, um dos únicos que ainda não perdeu sua função original, a saber: prover suprimentos a preços acessíveis à população em geral. Ou seja, nada de artesanatos e coisinhas para turista ver. Felizmente. Esses Mercados Públicos exclusivamente turísticos, como o de Salvador, acrescentam pouco à cultura e à vivência da cidade. De “público” há pouco nesses Mercados, servindo apenas como passagem a pessoas que estão ali só por poucos dias. Em contrapartida, nosso Mercado Público segue firme e forte como um significativo meio de comércio e cheio de suas peculiaridades que adicionam costumes à população, e por conseguinte constitui-se ainda como “público”.
Recentemente foi assinado um convênio entre a Prefeitura e o Grupo Vonpar (Coca-Cola), cujo objetivo é reformar os espaço da Praça XV, além do Largo Glênio Peres, adjacente ao Mercado. O projeto prevê “instalação de deck elevado com cobertura para uso dos permissionários do Mercado”, o que trará uma nova cara à face Sul da construção. Será curioso de ver um deck todo chique junto aos tradicionais botecos chinelos daquele lado. Ou será que os próprios bares vão se adaptar a essa mudança, criando um ambiente mais elitizado?
Difícil dizer, entretanto é fato que o mercado constitui-se, por excelência, em um espaço popular que deve conservar essa característica ante qualquer reforma que se faça. Não se trata de conservar os ratos e as baratas, senão o espírito da coisa e a acessibilidade de todas as faixas salariais.
Se não podemos mais salvar o Cais do Porto, que aparentemente reservará espaço a restaurantes chiques, fiquemos pelo menos com o nosso querido Mercado Público.

Apesar de gostar do ambiente, classicamente lotado, não tenho muita experiência como consumidor do local. Nunca fui no tão falado Gambrinus e muito menos no Bar Naval (admito que pela aparência eles espantam o cliente), entretanto dá para encher a mão nas vezes que fui à Banca 40 tomar um sorvete naqueles dias que até respirar faz a gente suar. A saber: a expectativa é maior que o sabor. Não há nada de tão espetacular, quanto nos fazem crer através das lendas urbanas.
Em relação à comida, ainda tive uma experiência gastronômica peculiar, ao – com pouco dinheiro no bolso – almoçar em um boteco cuja aparência não encorajava ninguém nem a pisar lá dentro. Entretanto ao terminar, saí com a sensação de ter desenvolvido uma resistência maior, ainda que não tenha me acontecido nada. A partir desse dia, percebi que a carne do RU não é tão ruim quanto se pensa.
Mas a maior atração do Mercado Público, na minha opinião, não se refere a comer e sim à experiência de comprar alimentos. Entrar em um daqueles quiosques lotados e pedir meio quilo de granola. Na fila do caixa, namorar alguns bolos integrais e toda sorte de produtos (que parecem) gostosos. Raramente saio sem um bolinho desses lugares. E na porta do Mercado, após sentir o cheirinho, voltar para levar 2 linguiças daquelas bem finas para casa, com água na boca. E é aí que se concentra toda a essência do Mercado Público de Porto Alegre.

2 Respostas para “Mercado Público

  1. Se eu me baseasse nos teus relatos, a minha conclusão seria pra derrubar o troço! =P

    Sim, os espaços públicos se perdem nessa de “transformar” o lugar… Hojem em dia, são poucos os lugares que todos se sentem como parte dele. Eis a história dos estaleiro do pontal e diabo a 4.

    Enfim o nnicked, essas tuas postagens estão pra lá de formais, dá pra ti de repente dar umas malandreadas no jeito de escrever! =P

  2. Interessante isso mesmo, comparando com o mercado de Salvador, são bem diferentes. Eu, propriamente ainda não desbravei o mercado aqui de poa, mas quero ir lá para conhecer melhor mesmo. E mais uma referência que aquele sorvete não é nada de extraordinário, hehehe.

    Mas é real, mais um voto pelas malandreadas! Huahuahuah

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s